A palavra ingrediente

O cotidiano é o meu lugar. A partir dele penso a arte. O cotidiano, os gestos que se repetem todos os dias e a rotina me provocam e inspiram. Os trabalhos aqui apresentados recaem sobre esta temática. É nesse espaço da vida comum, das coisas comuns, que as metáforas cotidianas encontraram a fantasia das palavras de Ray Bradbury que, por sua vez, puderam ser associadas aos ritos alimentares na tradição judaica e me levaram a propor esta reflexão que está focada na relação entre a palavra e o alimento na arte contemporânea. Refletir sobre essa relação me fez ver a palavra escrita como uma espécie de ingrediente para pensar a arte contemporânea, valorizar a experiência e consequentemente fazer desse trabalho de pesquisa um livro de receitas muito particular.

IMG_7775

IMG_7780

IMG_7901

IMG_7940

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s